Recorde de participantes no “Jovens Músicos”

34 alunos mostram o que sabem durante dois dias no Concurso Regional Porto 

 O 1º dia começa logo com um ponto alto artístico: Francisca Rocha, Francisco Resende, Leonor e Vicente Figueiredo apresentam-se na categoria “Ensemble Musical” com um muito exigente programa de elevada qualidade artística. Ensaiados por Claudia Nogueira Pereira Pinto e dirigidos ao piano pelo Maestro Eugénio Amorim , os quatro jovens interpretam compositores do século XX: Hindemith, Britten e Azevedo. Segue-se uma muito talentosa cantora Pop: Joana Vasconcelos chega tão alto com o seu “Love on Top”, que o seu acompanhante ao piano não a consegue seguir, mantendo-se a cantora afinada mesmo no registo mais elevado. Luísa Tinoco interpreta com uma bonita voz um programa de MPB a Pop e R´n´B, encantando o público em especial com as suas próprias composições, nas quais ela mesma faz o acompanhamento ao piano. O seu colega Tomás Carneiro acompanha-a com segurança à guitarra eletrónica. Surge então Luísa Carvalho, soberana e cheia de vida, acompanhada ao piano por  Filipe Alves , convencendo o júri com uma voz característica e uma interpretação fantástica de  “Turning Tables” e “I will survive”. Maria Oliveira mostra a sua segurança em palco e canta com bonita voz um exigente programa com Brasil, Pop e Jazz. O ponto alto foi certamente  “Don´t Know Why”  de Norah Jones. Por último Filipa, com uma impressionate voz Soul que causa arrepios e a sua versão de Rui Veloso “Nunca me esqueci de ti”, uma interpretação bem conseguida. A sua guitarrista Vera Pacheco sentou-se nas escadas do palco. Foi então a vez de os bateristas entrarem em placo: Matias Schöner mostra o que se pode fazer com uma marimba, tocando com quatro baquetas, apesar de estar lesionado na mão, e interpretando melodias latino-americanas a quatro vozes e ritmos, o que impressionou até os seus colegas. João Martins formou um fantástico Ensemble de bateria : Afonso Müller, Duarte Carvalho, Francisco Pires, Max Navascués e Sebastião Barros entre Drum-Set, Xilofone, Latin e Small Percussion, comunicam uns com os outros, criando quase uma peça de teatro. Ambos os Ensembles completam o quadro do dia de forma exigente e interessante. Receberam pois um primeiro prémio. Seguem para o concurso Nacional Joana, Luísa Carvalho e Filipa.

O segundo dia é mais calmo, mas também de elevada qualidade. O trio de guitarras, sob a orientação de Fátima Vasconcelos, com Leonor Anjos, Tomás Soares e Gonçalo Matos, atua de forma segura, sendo possível vislumbrar um sorriso na cara dos três intérpretes. Se quarta-feira foi o dia dos cantores Pop, quinta-feira foi a vez dos violinistas. Logo no início, Daniel Barros eleva a qualidade, com o seu bonito tom e segurança técnica. De seguida, Vicente Figueiredo interpreta o seu programa com grande estilo e competência, impressionando positivamente. Esta é a sua segunda atuação, depois de ter aparaceido ontem com o Ensemble vocal. Carolina Ascenção, convidada do Conservatório do Porto, apresenta um programa maduro, virtuoso e cheio de temperamento. Como ex-aluna do CAP, pode participar no “Jovens Músicos”. Em especial o seu “Hot Down” de Aaron Copland pareceu varrer o palco. Muito cool surgiu então em palco Mathilde Falley, interpretando o seu comparativamente simples mas bonito programa, com peças de Bruno, cheia de segurança na entoação e bom gosto.  Um grande aplauso também para ela. Segue-se Sílvia Santos com um programa muito exigente. O seu bonito tom sobressai na interpretação da dança polaca de Edmund Severn. Recebe grande reconhecimento do público, tal como Mariana Malonek, que encanta com a sua maturidade artística e um tom muito quente, especialmente na Meditation de Massenet. A Mariana recebe um primeiro prémio. Diogo Machado é o último da categoria solo “Violinos”. Domina com bravura um programa impressionante e difícil, que inclui  o concerto de Haydn C-Dur. Dois outros Ensemles terminam este dia“. Muito bem e impressionante no conjunto – dirigidos por Sofia Oliveira – Mafalda Azevedo, Miguel Sá e Tomás Ribeiro tocam o coração dos ouvintes e do júri. Mariana Malonek com Pedro Müller encantam uma vez mais a partir do palco. O seu duo de guitarra termina o dia com Bach e música brasileira . O júri apura o mágico quarteto de guitarra de Diogo Machado e ainda Carolina Ascenção. A última, juntamente com Daniel Barros, consegue a mais alta pontuação do dia, mas uma vez que é novo demais, o Daniel não pode passar à fase seguinte. Aguardamos já com expectativa os próximos anos.

Contactos

Colégio Alemão do Porto
Rua Guerra Junqueiro, 162 4150-386
Porto / Portugal

Telefone: +351 22 607 65 70
Fax: +351 22 609 21 26
e-Mail: info@dsporto.de

 

Política de privacidade